sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Áudios mostram secretário da Fazenda de Porto Alegre negociando com empresários

No início da noite de ontem, o jornalista André Machado, da rádio Gaúcha, publicou em seu blog seis áudios que integram as investigações da Operação Solidária.

Ao contrário do que afirmou o vice-presidente da CPI da Corrupção, Gilberto Capoani (PMDB), que, na última terça-feira, deixou a reunião da comissão anunciando que as gravações não tinham ligação com a gestão de José Fogaça, o material mostra claramente que o empreiteiro Marco Antônio Camino, já indiciado por suspeita de fraudes em licitações públicas, negociava com o secretário da Fazenda de Porto Alegre, Cristiano Tatsch.

Quando a presidente da CPI, Stela Farias, revelou que contratos do PISA - Programa Socioambiental - poderiam estar sendo objeto de irregularidades, foi chamada de leviana pelo bloco yedista. Agora, mais uma vez, fica evidente que leviano é aquele que age para esconder a verdade.

Reproduzimos abaixo os áudios publicados por Machado.

Marco Antônio Camino fala para Cristiano Tatsch que o assunto não é o Conduto e Tatsch compreende o recado



Odilon Menezes e Marco Antônio Camino falam de uma conversa que tiveram com alguém que está por dentro do assunto



Em 25 de abril, duas semanas antes da reabertura do processo, às 8h04, Cristiano Tatsch e Marco Antônio Camino falam da reunião que aconteceria horas depois



Após o encontro com Cristiano Tatsch no dia 25 de abril, Marco Antônio Camino comunica Odilon Menezes o que havia ficado estabelecido



No dia 12 de maio de 2008, dia da divulgação das empresas que conseguiram se habilitar para participar da licitação, Cristiano Tatsch e Marco Antônio Camino combinam quem ficaria a frente do processo. O secretário revela ainda que já conversou com algumas pessoas da prefeitura, inclusive com Flávio Presser, diretor geral do DMAE



Marco Antônio Camino e Odilon Menezes comemoram o resultado do processo

Nenhum comentário: