quarta-feira, 27 de maio de 2009

Brincando de casinha

Trechos do discurso do deputado Elvino Bohn Gass durante a sessão de hoje à tarde:

"Vejamos: no dia 13 de maio, os jornais noticiaram que a governadora Yeda resolvera, finalmente, reagir às denúncias que se somam contra o seu governo.

O que disse a governadora naquela oportunidade?

Já avisei, mamãe não protege mais.

Mas o que é isso, senhores? Definitivamente, esta não é uma fala de quem conhece o tamanho, o valor e a importância do cargo que ocupa.

Que história é essa de mamãe? É insuportável que Yeda Crusius governe o RS como se estivesse brincando de casinha! Isto é um profundo desrespeito com o povo gaúcho.

Mas é o segundo ponto da infeliz declaração da governadora que me chama a atenção:

- Como assim mamãe não protege MAIS?

- Quer dizer que até então protegia?

Talvez, senhores, a resposta esteja nos jornais de hoje, quando somos surpreendidos com MAIS UM FATO LAMENTÁVEL sobre a ação da quadrilha que está sendo investigada pela Operação Solidária.

De que fato estou falando? Da publicação, pelo jornal Folha de São Paulo, de que senhora Neide Bernardes, fala com o empresário Edgar Cândia, outro suspeito do roubo, e diz a ele que a PROGENITORA MAIOR DO ESTADO SABE.

Ora, senhores, ou muito me engano, ou PROGENITORA é sinônimo de MAMÃE.

Seria esta progenitora aquela mesma mamãe que não vai mais proteger ninguém?

Mais um detalhe que não é menos importante: quem fala que a progenitora maior do Estado sabe de tudo é Neide Bernardes.

E Neide Bernardes, segundo a Polícia Federal, era o contato da quadrilha com a senhora Walna Villarins Menezes.

E quem é Walna Menezes? A principal assessora da progenitora maior do Estado!

Para mim, senhores, que já na investigação do Detran, estava convencido de que é preciso investigar a governadora, estes fatos só servem para fortalecer a convicção de que não só a senhora Walna deve ser imediatamente afastada do governo, como também já é mais do que tempo de a Justiça decidir sobre o pedido da Polícia Federal que quer sim, porque tem elementos, investigar a própria governadora Yeda".

Nenhum comentário: