quarta-feira, 27 de maio de 2009

STF autoriza quebra de sigilo de empresas de Padilha


Não dá para passar despercebida a informação publicada pela jornalista Taline Oppitz, em sua coluna de ontem do jornal Correio do Povo. Segundo a nota, o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a quebra do sigilo bancário, entre o período de 1º de janeiro de 2007 a 31 de outubro de 2008, de duas empresas que têm o deputado federal Eliseu Padilha: Fonte Consultoria e Assessoria Empresarial e Rubi Assessoria e Participações.

O ministro determinou ainda que sejam requeridas à Secretaria Estadual Extraordinária da Irrigação e Usos Múltiplos da Água cópia dos processos referentes às concorrências e dos documentos relativos às licitações lançadas pelo governo gaúcho para a construção das barragens dos arroios de Taquarembó e de Jaguari.

Marco Aurélio, que é relator do inquérito da Operação Solidária no STF, destacou no despacho, que os 'dados são indispensáveis ao esclarecimento dos fatos alcançados por este inquérito, visando a elucidar a existência, ou não, de base para a persecução criminal'.

Nenhum comentário: