segunda-feira, 1 de junho de 2009

Ameaça será pauta

A declaração do peemedebista Eliseu Padilha, que disse que há deputados estaduais citados na Operação Solidária, entre eles até alguns que estariam apoiando a CPI da Corrupção, e que, por isso, a Comissão deve ser barrada, vai ser pauta da reunião da Mesa da Assembléia, agendada para amanhã (2). O líder da bancada do PT no Legislativo gaúcho, Elvino Bohn Gass, está propondo a discussão do tema. "Ele não pode jogar suspeição sobre o parlamento, sem identificar as pessoas. Não podemos permitir isso, ainda mais de um investigado", argumenta Bohn Gass.

Nenhum comentário: