terça-feira, 30 de junho de 2009

Governo Yeda bate no fundo do poço


Confesso que eu nunca, jamais, vi coisa semelhante na política guasca

Essa manchete da página 2 do jornal Correio do Povo é inacreditável. O editor está tão confuso e perplexo quanto nós, os leitores. Vejam só: o Piratini, o Executivo, em suma, a governadora Yeda, pressiona para que um subordinado seu não abandone o barco do governo de insensatos.

Confesso que eu nunca, jamais, vi coisa semelhante na política guasca. Um chefe do Executivo afirma que pressiona para alguém ficar a seu lado, que não se vá, que não diga adeus, Mariana.

I-na-cre-di-tá-vel!

Este é o maior e o melhor atestado da fraqueza e da falta de capital político da governadora tucana Yeda Rorato Crusius.

O governo Yeda está nu e a pé. Uma Lady Godiva varicosa e sem cavalo.

Abstraindo os episódios que atentam contra a moralidade pública, politicamente este é o ponto mais cavo e depressivo a que poderia chegar uma administração no Estado do Rio Grande do Sul – em qualquer tempo do seu presente e passado histórico.

Deu, não tem mais o que afundar.



Do Diário Gauche

Nenhum comentário: