sexta-feira, 5 de junho de 2009

Sem condições

A deputada Stela Farias (PT) acredita que o secretário de Transparência não tem mais condições de permanecer no cargo depois de abafar o escândalo envolvendo a assessora mais próxima da governadora, Walna Meneses, flagrada em telefonemas comprometedores com a lobista Neide Bernardes, uma das investigadas pela Operação Solidária.

Apesar das evidências inquestionáveis do vínculo Walna/Neide e das suspeitas de que Walna seria o elo de ligação entre o Poder Público e o grupo especializado em fraudar licitações públicas, o secretário Carlos Otaviano não abriu sindicância para apurar a denúncia.

Stela defende que os parlamentares que apoiam a CPI ingressem com uma representação junto ao Conselho Nacional do Ministério Público e à Corregedoria do Ministério Público Estadual questionando a conduta do secretário não só neste caso como na defesa do pagamento da suposta dívida de R$ 16 milhões que a empresa de guinchos Atento Service, que prestava serviços ao Detran, cobra do Estado.

Nenhum comentário: