quinta-feira, 25 de junho de 2009

Schimidt quer resposta

O ex-deputado Luís Fernando Schmidt anunciou que encaminhará ofício à Secretaria de Transparência para ter acesso aos documentos da sindicância aberta para averiguar o uso ilegal do Sistema de Consultas Integradas da Secretaria de Segurança para espioná-lo.

O caso veio à tona em março, quando o ex-ouvidor da SSP Adão Paiani divulgou um CD com gravações que mostram o chefe de gabinete da governadora Yeda Crusius, Ricardo Lied, conversando com Márcio Klaus, seu primo e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado, preso em 2008 por crime eleitoral. Na conversa, Klaus pede a "ficha" do ex-deputado Luís Fernando Schmidt, na época candidato à prefeitura pelo PT.

Apesar da gravidade do caso, a sindicância foi concluída sem responsabilizar ninguém pelo crime e Lied continua no exercício da sua função como se não tivesse cometido nenhum delito.

Nenhum comentário: