terça-feira, 18 de agosto de 2009

Depois do silêncio, Walna é indiciada pela PF

A assessora especial de Yeda Crusius, Walna Vilarins, deixou a Polícia Federal como indiciada por corrupção passiva e formação de quadrilha. Walna, que tinha sido chamada a depor na tarde desta terça-feira (18), na sede da PF, em Porto Alegre, preferiu permancer em silêncio e não respondeu às perguntas dos investigadores. Se a intenção era não se comprometer mais, não adiantou. Walna Vilarins não escapou de mais um indiciamento.

Nenhum comentário: