terça-feira, 4 de agosto de 2009

Me caiu os butiá do bolso

Foi demais pra mim, caiu meu queixo, fiquei de boca aberta, caiu a minha cara, fiquei atônito, fiquei estupefato, uma barbaridade, foi o cúmulo, foi a gota d'água, um deboche com o Rio Grande do Sul...

Você pode escolher sua expressão preferida para definir o que aconteceu ontem (3), durante a reunião do Conselho Político do Piratini, quando a governadora Yeda Crusius não compareceu e mandou seu chefe de gabinete, Ricardo Lied, representá-la.

O desrespeito de Yeda com uma instância que tem a função de analisar e apontar saídas para as trapalhadas políticas protagonizadas pelos inquilinos do Piratini não passou em branco para, pelo menos, dois partidos da base aliada - dirigentes do PP e do PPS criticaram a ausência da presidente do Conselho que, antes do encontro, tinha ressaltado a importância da primeira reunião pós recesso de julho.

O servidor que Yeda mandou no seu lugar é aquele mesmo que violou o Sistema Integrado de Consultas da Secretaria de Segurança, quando bisbilhotou a ficha do candidato do PT à prefeitura de Lajeado, Luís Fernando Schmidt, e tentou avisar um traficante da sua prisão iminente.

Bom, um representante à altura da sua chefe e indigno do povo gaúcho.

Nenhum comentário: