quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Relator é relator



O requerimento protocolado pelo deputado Coffy Rodrigues (PSDB), estabelecendo regras para o funcionamento da CPI, fere as prerrogativas da presidenta da CPI, Stela Farias. Este é o entendimento do deputado Daniel Bordignon. "O deputado Coffy foi eleito para ser o relator da CPI e não o seu presidente, argumenta Bordignon, que classificou o requerimento de anti-regimental e inconstitucional.

Entre outras coisas, Coffy reivindica que a ordem dos depoimentos e o plano dos trabalhos sejam definidos pelo relator, que as diligências externas só sejam realizadas após autorização do conjunto de integrantes da comissão, assim como as sessões extraordinárias.

Além disso, o tucano também quer limitar o tempo das sessões em seis horas, o tempo das intervenções dos deputados em nove minutos - incluindo pergunta, réplica e tréplica - e o acesso às dependências do Plenarinho, onde serão realizadas as audiências.

Nenhum comentário: