quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Palhinha


Apontado tanto na Operação Rodin - que investigou a fraude no Detran - como na Operação Solidária - que investigou fraudes em licitações públicas sob responsabilidade do Estado - como peça fundamental na engrenagem da corrupção - Chico Fraga aparece com destaque nas conversas entre Lair Ferst e Marcelo Cavalcante que integram a ação do Ministério Público contra a governadora Yeda Crusius, seu ex-marido e mais sete pessoas.

Em um dos telefonemas, o ex-representante do Estado em Brasília fala da amizade iniciada com Fraga no período da pré-campanha, consolidada durante a campanha e azedada depois da eleição, quando Chico Fraga começou a cobrar a conta da sua colaboração.

Marcelo Cavalcante também comenta que Chico Fraga - acobertado por Walna Menezes e Delson Martini, estava despachando no Palácio Piratini, causando espanto, inclusive, em deputados e senadores. Os parlamentares, de acordo com Cavalcante, estavam reclamando que, ao chegarem no Piratini para conversarem com a governadora eram recebidos por Fraga e não por Yeda.

Para quem tinha alguma dúvida da influência de Chico fraga sobre o governo gaúcho, esta é só uma palhinha.

Nenhum comentário: