terça-feira, 10 de novembro de 2009

Acareação na próxima segunda-feira


A reunião convocada pela presidenta da CPI da Corrupção, Stela Farias, para a próxima segunda-feira, com os 55 deputados, será transferida para outra data, na mesma semana. O motivo é que neste dia a comissão promoverá sua primeira acareação: será entre o ex-presidente do Detran Sergio Buchmann e o secretário adjunto de Administração, Genilton Ribeiro.

Em depoimento à CPI, Buchmann relatou uma conversa que manteve com Ribeiro, quando o secretário adjunto de Administração ordenou que ele (Buchmann) “calasse a boca” e não falasse mais com a imprensa sobre problemas do Departamento de Trânsito.

Conforme Buchmann, o secretário adjunto teria, ainda, fornecido detalhes sobre a divisão dos dividendos da fraude no Detran. Ribeiro teria dito que 24% do movimento financeiro gerado pela terceirização dos serviços da autarquia, via fundações, seria dividido entre Ferst, que receberia 12%, e os demais participantes do esquema, que ficariam com percentual idêntico. Após a troca das fundações no começo do governo Yeda, Carlos Crusius teria alterado a partilha, ficando junto com a governadora com 11%, e reservando apenas 1% para Ferst.

Ao falar na CPI dia 7 de outubro, Genilton Ribeiro negou as acusações feitas pelo ex-presidente do Detran e atribui as declarações de Buchmann a distúrbios de ordem psicológica.

Nenhum comentário: