quarta-feira, 1 de julho de 2009

Documentação incompleta


O relatório sobre as licitações das barragens de Jaguari e Taquarembó, encaminhado pelo Palácio Piratini à Assembléia Legislativa por solictação da bancada do PT, está incompleto. Conforme assessores da bancada petista que estão analisando a documentação, faltam 135 páginas referentes à habilitação da empresa MAC Engenharia para a construção da barragem de Taquarembó.

Segundo as denúncias feitas pelo PSOL, em fevereiro deste ano, a MAC Engenharia teria doado R$ 500 mil para a campanha de Yeda Crusius ao governo gaúcho, ato presenciado por integrantes da coordenação de campanha tucana como Lair Ferst, Marcelo Cavalcante e Chico Fraga.

Um comentário:

cao@dino disse...

135 paginas é um livro.e exatamente
sobre a empresa suspeita?tem mais coisas nos ceus do RS do que aviões
de carreira.cadê o secretário da trasparência?tá jogando golfe e be
bendo um 12 anos,ou tá passeando com seus carrões de luxo?eita gover
nicho mais calhorda....