terça-feira, 14 de julho de 2009

Pérolas falsas


Chega a ser engraçada a entrevista que a governadora concedeu nesta segunda-feira à TV Com em que ela aprofunda e “explica” as críticas que dirigiu à Polícia Federal e ao ministro da Justiça. Mais de uma vez, o repórter pergunta se Yeda Crusius está acusando Tarso Genro de fomentar denúncias de corrupção contra a sua gestão, ao que ela responde em termos de “fiz que fui, não fui , mas acabei fondo”. Lá pelas tantas, outra bicada torta da tucana. Quando questionada sobre as razões de não afastar secretários indiciados ou sob investigação, pronunciou, textualmente: “ Parece que há prazer em algumas áreas que não são democráticas ou que não têm ferramentas de transparência. Tentam ficar permanentemente dando uma esfaqueadinha”. Peraí um pouquinho!! De que ferramentas de transparência ela estava falando? Daquele site de prestação de contas e ações do governo que ela prometeu e nunca saiu do papel? Da Secretaria Estadual de Transparência que não consegue segurar titulares, que abandonam o posto queixando-se da falta de apoio para implantar medidas de...transparência?

Nenhum comentário: