terça-feira, 28 de julho de 2009

Yeda não quer ser incomodada

A situação do governo gaúcho chegou a tal ponto de deterioração que a competência técnica e a capacidade política deixaram de ser critérios para escolha dos secretários e assessores mais próximos de Yeda Crusius.

Segundo um interlocutor do Palácio Piratini, as mudanças que a governadora pretende fazer entre o secretariado e colaboradores mais chegados obedece a um único princípio: os novos ocupantes destes cargos "não devem incomodar".

Um comentário:

Anônimo disse...

Um ótimo critério a ser adotado, especialmente para os "interlocutores" na trincheira.