quarta-feira, 22 de julho de 2009

Secretário da Transparência manipula a verdade


As afirmações do secretário da Transparência sobre o episódio em que o chefe de gabinete da governadora foi flagrado conversando com o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Lajeado Márcio Klaus (PSDB) sobre a ficha do ex-deputado Luis Fernando Schmidt (PT) mostram um completo desrespeito com a povo gaúcho.

Para Francisco Luçardo a palavra ficha foi apenas um modo de expressão usado por Ricardo Lied no diálogo com Klaus, que, aliás, é seu primo. "Não existia ficha nenhuma naquele episódio. Lied simplesmente conhecia Schmidt. Ele apenas fala em ficha como modo de dizer", declarou Luçardo quando questionado pela imprensa.

Não adianta o secretário tapar o sol com a peneira. A transcrição do conteúdo do telefonema, interceptado com autorização judicial, mostra que Ricardo Lied violou de fato o Sistema Integrado de Informações da Secretaria de Segurança, pois ele comentou que na ficha de Schmidt só tinha o registro de perda de documentos. Bem, se Lied simplesmente conhecia o petista, como justifica Luçardo, não tinha como saber desta informação.

Não é questão de colocar chifre em cabeça de cavalo, como alega Luçardo, mas de dar nome aos bois.

Nenhum comentário: