quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Impeachment: oposição convoca cinco reuniões extraordinárias


Minoritária e excluída do comando da comissão que irá analisar a admissibilidade do pedido de impeachment da governadora Yeda Crusius, a oposição lançou mão do Regimento Interno da Assembleia Legislativa para romper o bloqueio das investigações imposto pelo bloco governista. Com base no artigo 58 do Regimento da Casa, que permite a autoconvocação de comissões com a assinatura de um terço de seus membros, deputados do PT, PDT, PSB, PCdoB e do DEM convocaram cinco audiências para analisar documentos, realizar diligências e ouvir testemunhas. A primeira delas ocorre amanhã às 12h, para ouvir os representantes do Fórum dos Servidores, entidade que apresentou o pedido de impedimento da governadora.

O requerimento foi entregue hoje (30) à tarde ao presidente da comissão especial, Pedro Westphalen (PP), pelos deputados Ronaldo Zulke, Marisa Formolo, Elvino Bohn Gass e Raul Pont.

Além do encontro com o Fórum dos Servidores, a oposição convocou uma reunião para a próxima segunda-feira (5) para ouvir os procuradores do Ministério Público Federal, que ingressam com a ação de improbidade administrativa contra Yeda Crusius. Também ocorrerão audiências nos dias 6 e 7 de outubro para analisar documentos e provas sob sigilo. No dia 8, deverá ocorrer uma audiência para ouvir testemunhas.

Um comentário:

Teresinha Carpes disse...

Avantes,queridos companheiros e muita força!Deus há de iluminar os caminhos de vocês e da Justiça!E parabéns pelo Blog:Zero Corrupção!