segunda-feira, 21 de setembro de 2009

"Se eu não matar, mando o Delson matar"


Flavio Vaz Netto X Antônio Dorneu Maciel
23/08/2007, às 19:57


Flavio: Alguma novidade?

Maciel: Não, tudo quieto, tudo direitinho, o, o, amanhã vou ligar pro Chico, marcar com ele pra segunda ou terça conversar com ele (inaudível) mas é que não deu, me atrapalhei, não consegui. Os teus assuntos tão evoluindo, esses daí?

Flavio: Tá, eu tô com o retorno lá do centro do estado que a proposta aquela tá tudo ok, tá praticamente resolvido.

Maciel: Certo

Flavio:

Maciel: Sim

Flavio: A questão desse mês aí, os relatórios desse mês aí...

Maciel: Ah

Flavio: Já, já tão concluídos e tal.

Maciel:

Flavio: Tá, pelo menos uma das partes já tá resolvida, falta...

Maciel:

Flavio: Falta concluir as outras duas partes.

Maciel:

Flavio: Entende-se?

Maciel:

Flavio: Mas tá bem, acho que, acho que tá bem. Eu tenho que só resolver essa pendência que tá contigo aí, que resolvido isso...

Maciel:

Flavio: Aí reina a paz.

Maciel: Tá, isso, isso ai eu mato. Se eu não matar, eu mando o Delson matar.

Flavio:

Maciel: Entendeu, isso aí se eu não conseguir sozinho ele faz.

Flavio: Então tá.

Um comentário:

DANIEL disse...

Tá evidente que êsses moços estão metido no crime do CAVALCANTE quando se reuniraM com a GOVERNADORA !! Ela convenceu ÊLES DE ARMAR CONTRA O "EMBAIXADOR"!! seríssima SITUAÇÃO DA governadora !!