quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Morte de empresário é lembrada na CPI



Na reunião de hoje da CPI da Corrupção, o deputado Paulo Azeredo (PDT) manifestou pesar pela morte de Nestor Mähler, encontrado sem vida na manhã de ontem em Itumbiara (GO). Mähler era ex-presidente da multinacional Alliance One – uma das indústrias fumageiras suspeitas de ter doado R$ 200 mil de forma irregular à campanha de Yeda Crusius.

Em maio deste ano, Azeredo esteve, juntamente com o deputado Daniel Bordignon, na secretaria da Fazenda para buscar informações sobre os créditos de ICMS referentes às exportações recebidos pelas empresas Alliance One e CTA Tabacos, a outra indústria do setor suspeita de ter aportado dinheiro no caixa dois da campanha tucana.

Na secretaria, os parlamentares receberam um ofício informando que a Alliance One ocupava o primeiro lugar entre as empresas que receberam os créditos e a CTA o terceiro lugar. Entretanto, a Fazenda não informou quanto cada empresa recebeu, alegando que isto seria quebra de sigilo.

4 comentários:

Anônimo disse...

Isto é mais claro que neve em dia de sol. A governadora liberaria os créditos de ICMS retidos, em caso de vitória, a quem doasse $$ a sua campanha. Basta solicitar qual critério o atual governo utiliza para a liberação destes créditos. Conheço ínumeras empresas de vários setores que têm créditos havia muitos anos e não conseguem a liebração.

Gustavo R. Nunes disse...

Walna Meneses pode ser a próxima a ser suicidade, quem sabe também no lago paranoá...

Dialógico disse...

Tá, o que essa senhora espera para renunciar??????

x da questão disse...

Desculpem vou mudar um pouco o assunto, mas...Pessoal é de arrepiar a entrevista do Presidente Lula neste Link
http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/lula-propoe-uma-consolidacao-das-leis-sociais/ — vou colocar 2 trechos para so terem um ideia.
“Nunca ouvi falar de ´risco Serra´ (risos). Posso falar de cátedra. Sofri com o ´risco Lula´ desde 1989. Em 1994, eu tinha 43% nas pesquisas em março e o que eles fizeram? Diminuíram o mandato para quatro anos e proibiram mostrar imagem externa no programa eleitoral. As pessoas pensam que esqueci isso. Quando chegaram as eleições para a prefeitura (em 1996), revogou-se a lei e todo mundo pôde mostrar imagens externas. Quando eles ganharam, aprovaram a reeleição. Então, essa coisa de ´risco Lula´ eu conheço bem.”
“Em cem anos a elite brasileira fez 140 escolas técnicas. Como é que esse torneiro mecânico faz 114? Estamos criando um paradigma. Fui ao Rio Maranguapinho (no Ceará) um dia desses. Estamos colocando lá R$ 390 milhões para fazer saneamento básico. Em Roraima são R$ 496 milhões para fazer saneamento e dragagem. Você sabe quanto o Brasil inteiro gastou em 2002 em saneamento?
Valor: Quanto?
Lula: R$ 262 milhões. Então, estamos colocando num bairro de Fortaleza o que foi colocado no Brasil inteiro naquele ano.”
olha o Sr. Luiz Inacio Lula da Silva realmente é o Cara, O Obama não brincou não.