quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Juíza libera documentos à CPI


A juíza Simone Barbisan Fortes, da 3ª Vara da Justiça Federal de Santa Maria, liberou no meio da tarde de hoje (2) o acesso integral aos documentos e provas que integram três ações resultantes da Operação Rodin, que investigou o desvio de recursos públicos a partir do Detran.

No material, estão provas referentes à ação penal e à ação civil pública, que tem 40 reus entre pessoas físicas e jurídicas, e o conjunto do processo relacionado à ação por improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público Federal contra a governadora Yeda Crusius, seu ex-marido e mais sete agentes públicos. Além disso, a juíza colocou à disposição da CPI a documentação que embasa uma representação criminal contra o ex-secretário Geral do governo, Delson Martini.

Todo material será entregue à presidenta da CPI, Stela Farias.

2 comentários:

Anônimo disse...

Agora vai!

Teresinha Carpes disse...

Será que os mafiosos,não vão tentar invalidar ou roubar estes inquéritos?Acho que é improvavel porque deve estar registradas na Internet!