quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Operação Solidária na pauta


A presidenta da CPI da Corrupção, Stela Farias, anunciou que, na próxima semana, a comissão deverá realizar sessões sigilosas para analisar documentos da Operação Solidária, que estão sob segredo de Justiça.

A deputada reafirmou que, independente do boicote da base governista, o trabalho da CPI será intensificado. "Apenas três parlamentares permaneceram até o fim na sessão de hoje, quando ouvimos um importante e esclarecedor depoimento do chefe da CAGE. O relator, deputado Coffy Rodrigues (PSDB) também deixou a reunião antes do término. Ele avisou que precisava ir embora, mas de qualquer forma isto é um absurdo", observou.

Sobre isto, o deputado Daniel Bordignon perguntou: "será que o relatório dele será feito da mesma forma que o parecer produzido por sua colega de partido, deputada Zilá Breitenbach que, sem ouvir ninguém, pediu o arquivamento do processo de impeachment?

Um comentário:

César Bento disse...

O relatório do Coffy já deve até estar pronto.