quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Confirmado: mobília dos netos também foi comprada com dinheiro público



Entre as denúncias recebidas pela oposição sobre as compras particulares da governadora pagas com dinheiro público está a aquisição de móveis infantis, que seriam usados pelos seus netos.

Esta não foi a primeira vez que o caso chegou à Assembléia. Em janeiro/2008, ao ser informado que havia irregularidade nesta compra efetuada pelo governo estadual, o deputado Raul Pont, então líder da bancada do PT no Legislativo, requisitou o processo ao Palácio Piratini. A resposta veio através de um e-mail de Fátima Sanhudo, chefe de assuntos administrativos da Casa Civil, que recomendou a Pont que encaminhasse um pedido de informações ao Executivo. O e-mail foi mandado com cópia para duas pessoas: Iara Wortmann, na época chefe de gabinete de Yeda Crusius e Walna Villarins Menezes, assessora especial da governadora.

Hoje pela manhã, quando acessaram o sistema de informações go governo, os deputados da oposição constataram que o processo não tinha sido arquivado, como seria a procedimento correto, permanecendo aberto. Segundo o documento, o montante pago foi de R$ 6.005,00.

Após a coletiva ocorrida no final da tarde desta quarta-feira (7), o deputado Daniel Bordignon foi até a Casa Civil pedir explicações ao secretário Otomar Vivian (PP), que confirmou que a mobília está na casa de Yeda. Segundo Vivian, os móveis foram entregues no Palácio Piratini, mas transferidos para a casa de Yeda.

Um comentário:

César Bento disse...

O conforto dos netos deve ser uma condição básica para o exercício do Governo do Estado.