quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Mandado de segurança contra a relatora


O Fórum dos Servidores Públicos Estaduais ingressará com um mandado de segurança para afastar a relatora da comissão especial do impeachment. Segundo uma das porta-vozes do movimento, Rejane de Oliveira, Zilá Breitenbach (PSDB) não tem condições políticas de parmanecer na função por ser do mesmo partido que a governadora Yeda Crusius, citada por réu da Operação Rodin em escutas telefônicas e, ainda, presidir o PSDB no Rio Grande do Sul. Além disso, o Fórum contesta a legalidade do bloco governista ocupar a presidência e a relatoria da comissão, ferindo princípios constitucionais e o Regimento Interno da Assembleia.

Nenhum comentário: