terça-feira, 6 de outubro de 2009

Relatório de Zilá é bombardeado


O relatório apresentado pela deputada Zilá Breitenbach (PSDB) sobre a admissibilidade do pedido de impeachment da governadora Yeda Crusius foi bombardeado pelos deputados da oposição na sessão plenária de hoje. Indignado, Raul Pont classificou o documento de "chapa branca", e disse que a tucana "promoveu uma distorção absoluta dos autos da ação por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal.

Pont anunciou que a oposição deverá apresentar voto em separado – espécie de relatório paralelo – contrapondo os argumentos de Zilá para o arquivamento do processo de impeachment.

O líder da bancada do PT, Elvino Bohn Gass, classificou de afronta à opinião pública o procedimento adotado pela base governista para liquidar às pressas o processo de impeachment. “Estão instituindo um rito sumário para livrar a governadora a qualquer custo. Com isso, a Assembleia Legislativa sinaliza para a sociedade que não quer investigar e que não se importa com o fato de agentes públicos se locupletarem”, frisou.

Nenhum comentário: